Amazônia – O surpreendente rio Sucunduri

Amazônia – O surpreendente rio Sucunduri
Muitas emoções em busca do deslumbrante tucunaré pinima.
Por João Medeiros

Olá amigo leitor! Retornei a esse excelente destino de pesca na Amazônia, oferecido pela operação Vilanova Amazon, no rio Sucunduri que é afluente do rio Madeira e fica na região Sul do estado do Amazonas.
Nos meses de setembro a novembro suas águas estão no período da seca que é a época propícia para a pesca de grandes tucunarés pinima e outras espécies com iscas artificiais, há também a opção da pesca de peixes de couro como a pirarara. Quem busca muita ação, esse é o lugar!
A viagem:
Após meses de expectativa o tão esperado dia chegou, decolamos de Londrina-PR, e com escala em São Paulo-SP, enfim aterrissamos e pernoitamos em Manaus-AM. Pela manhã seguinte embarcamos no hidroavião que em pouco mais de uma hora sobrevoando a floresta amazônica, pousou sobre as águas do rio Sucunduri, já na área de pesca ao lado do barco hotel. Iniciamos a montagem dos equipamentos porque após o almoço sairíamos para o primeiro dos sete dias de pesca. A volta para Manaus também foi de hidroavião, poupando o grande tempo de navegação e aumentando o tempo de pescaria, melhorando a logística e o conforto da viagem.
A pescaria:
Encontramos o rio com seu nível baixo e o peixe variando sua atividade de acordo com os horários do dia. De manhã bem cedo e final da tarde com o peixe mais ativo tivemos mais resultados com iscas de superfície como zaras e hélice e nos horários de sol mais quente afundamos a isca utilizando os jigs, twitch baits e meia-água para encontrar os grandes tucunarés.
Vários tucunarés de bom porte capturamos no visual, onde arremessávamos a isca após ele caçar alguma presa na superfície, quando acertado o arremesso, o ataque era certo! Tivemos também a vantagem de brigar limpo com os peixes, devido ao rio baixo eles corriam para a direção do meio quando fisgados e assim não precisávamos forçar o material para evitar as estruturas.


Capturamos gigantes e acrobáticas aruanãs! Essa região habita os maiores exemplares da espécie no Brasil. Outra surpresa foi em um lago central, onde avistamos vários pirarucus subindo para respirar e após insistir muito com o jig consegui embarcar um belo exemplar!
Pescamos em diversos pontos como praias, ressacas, igarapés, pedrais e lagos e em muitos momentos encontramos cardumes que garantiram a diversão. Eu e o meu parceiro Anthony tivemos como resultado final uma média de quarenta a cinquenta peixes por dia, dentre esses, vários de grande porte, verdadeiros troféus! Vale a pena destacar a magnífica coloração e extrema força dos tucunarés pinima do rio Sucunduri.
Utilizamos varas de tamanho 5’8 de 17lb, 20lb e 25lb, carretilhas com linha multifilamento e leader 50lb e iscas variadas de 11 a 14cm.
Para o pescador esportivo que é viciado em iscas artificiais, a pesca de tucunarés na Amazônia é um verdadeiro sonho! Recomendo como destino, o rio Sucunduri.
Agradeço a oportunidade e desejo ótimas pesc arias a todos.

 

 

 

 

 

 

 

 

www.vilanovamazon.com.br

 

João Medeiros
www.historiadepescador.com