logo
TOPO


Pesqueiro Aquarium

Pesqueiro Aquarium

Sempre foi uma referência entre os pesqueiros familiares. Eu mesmo frequentei muito com minha família. Lá no passado quando minhas filhas eram crianças já era um lugar muito adequado. O tempo passou e a tradição continua. Para não ficar parado no tempo, o Aquarium sempre procurou se manter atualizado, sem perder suas características, investindo em sua estrutura, abastecendo os lagos com muitos peixes e prestando um bom atendimento. Sempre procurando oferecer o melhor para os pescadores e suas famílias.
Um lugar muito gostoso, administrado por duas famílias. Hoje, o Roberto e o Júlio,com a participação de suas esposas e filhos. Talvez seja por isso que quando a gente vai lá, se sente em casa ou entre amigos. Muito bem recebidos. Por serem engenheiros de formação, o Roberto e o Júlio, investem todo o seu conhecimento para tornar o Aquarium, cada dia mais, num lugar agradável, convidativo e que possa oferecer um dia inesquecível a todos que vão lá usufruir do pesqueiro Aquarium.
Além de tudo, é muita tradição, pois foi um dos primeiros pesqueiros da zona sul de São Paulo, lá no começo, quando a gente nem sabia o que era um pesque e pague.

Hoje tem uma super estrutura com 9 lagos com diversas espécies de peixes em grande quantidade, local para eventos, um grande restaurante para ocasiões especiais, muitos quiosques com churrasqueiras que permite abrigar grandes famílias, lanchonete, serviço de beira de lago, play ground para crianças, ... bem completo para receber as famílias. Mas também, quem quer ir sozinho ou sem família, também será muito bem recebido, pois tem muito espaço.

Para demonstrar a piscosidade do Aquarium, marcamos uma pescaria onde pudemos comprovar também, toda a estrutura disponível, nesse ano de 2019.

Nossa equipe foi formada pelo Alessandro Alves (Alê), Jairo Naca, Clovis Nicolini, Jean Coqui (AmentalFishing), Ricardo Yamada, Sr. Washington e eu, Nelson Chiba. Todos, pescadores experientes e com especialidades diferente, mas se necessário, capazes de atuar em qualquer modalidade.

Logo em nossa chegada, fomos recebidos numa recepção calorosa e um café da manhã que só a família Matsumura sabe fazer. Mais que uma refeição completa. Até um exagero. Mas demonstrando a cordialidade e consideração por nós. Obrigado, Roberto e Júlio.

Motivados pelo belo café da manhã, distribuímos nossa equipe de acordo com as adequações dos lagos.

O Jean começou no lago semi círculo, ao lado do lago que tem uma ilha no meio. O objetivo era os grandes exemplares que poderia pescar no ultralight. Grandes Tilapias, Carpas Hungaras, Pincacharas e mais o que poderia vir.

O Clovis, o Jairo e o Washington ficaram no lago que tem a ilha no meio. Pescaram de fundo, de ultralight, de superfície com ração na pinga, pão boiado, e meia água com massa. Fisgaram Tambas, muitas Carpas Húngaras, Patingas...

Eu, o Alê e o Yamada, focamos nos peixes redondos, ou sejaTambas, Pacus e Patingas. Seguimos para o lago 4 conforme a orientação do Sr. Roberto. Logo que chegamos na beira do lago, como havia chovido muito na noite, o lago estava acima do nível normal, mas a água estava limpa. A primeira coisa que fiz, foi jogar bastante ração com a pazinha, já que o lago 4 não é muito largo. Observei o vento para não ficar desperdiçando a ceva e não levar o cardume para longe do nosso lugar de pesca. Em poucos minutos a água estava fervendo de peixes. Então começamos a pescar.

Arremessávamos a cevadeira em várias opções de montagens. O Alê com chicote longo de 3 metros, boinha sinalizadora e 70 cm de profundidade. A isca, ração furadinha que o Yamada também usa normalmente. Como ela tem um grão pequeno, costumam usar dois grãos de cada vez no anzol. É mortal. Tambas e Patingas foram as primeiras capturas e saiu até um belo Piauçú.

Inicialmente usei cevadeira, chicote curto de um metro, anzol chinu nº 3 e como isca, ração na pinga. Também foi produtivo, mas demorava um pouco mais para ter ação. Notei que tinha que esperar a ração umedecer e afundar devagar e nesse momento é que acontecia o ataque. Então resolvi mudar, usando como isca a bolinha de massa que após o arremesso ia direto para o fundo ou os 80 cm. Assim a ação foi contínua. Também, muitos Pacus, Patingas e Tambas. Cheguei até a fisgar uma grande Tilápia.

O Yamada chegou um pouco mais tarde e colocou em prática sua técnica tradicional. Chicote longo, boia sinalizadora e como isca, a ração furadinha com 70 ou 80 cm de profundidade. Também foi muito produtivo. Passamos uma manhã com muitas ações, praticamente a todo instante tinha gente tirando peixe da água. Muito produtivo o lago 4. Uma festa para quem gosta de muita ação. Mas tem que manter a o lugar sempre com ceva.

Chegando a hora do almoço, fomos surpreendido com uma refeição especial, exclusivamente preparado para nossa equipe.

Gente, pescaria excelente, mas o almoço foi melhor ainda. Muita variedade de pratos. Tinha até lasanha, com uns 7 cm de altura, isso é, com muito recheio. Só a lasanha já era uma refeição top. Para os bons de garfo como eu, só ficou o pensamento que somos como os peixes. Às vezes, morremos pela boca. Também, muita comida gostosa. Mas foi uma exclusividade para nossa equipe. Foi a oportunidade do Roberto demonstrar que ele também sabe fazer bons pratos, pois a maioria foram preparados por ele. Mais uma vez Roberto, parabéns e muito obrigado pela atenção.

Posso dizer que um pesqueiro é diferenciado por causa de seus donos. São eles que fazem a diferença em principio. Se forem lá, a refeição também será preparada com muito carinho, paladar muito bom para deixar todos satisfeitos e com vontade de voltar mais vezes no pesqueiro.

O Aquarium é um pesqueiro familiar top. Mas que recebe pescadores de várias modalidades com muita competência. É a tradição do lugar.

Após o almoço, como já tínhamos material para fazer uma grande matéria, praticamente pescamos recreativamente. Mas pescador que é pescador, não brinca em serviço. E tome mais capturas. Yamada, Alê e Eu. Uma tarde disputada em capturas, mas quem é campeão faz a diferença. O Yamada mudou de estratégia e começou pescar com anteninhas. Continuou pegando do mesmo jeito. Só que os maiores. Os panelões do Aquarium. Muito bom.

Amigos, o Aquarium é um pesqueiro que tem muitos lagos, não precisa ser campeão de arremessos porque não são lagos muito grandes ou largos. É muito confortável de pescar. Por isso, em minha volta de reconhecimento do lugar, encontrei muitos pescadores das mais diversas técnicas. Desde os amantes da tradição, pescando com as varinhas de mão outros pescando de fundo com molinete e carretilha e também aqueles que igualmente a nós estavam na luta com cevadeira e suas variações. Percebi que quase todos eram frequentadores assíduos do Aquarium. Isso é muito bom porque comprova tudo o que estou dizendo aqui na matéria.

Outra coisa interessante é que por ter muito lagos, o pessoal se dispersam e ficam quase que com um lago exclusivo para sua pesca. É muita tranquilidade.

Vejam nas fotos que um pesqueiro tradicional e de muito anos de existência, tem sua estrutura consolidada para fazer a diferença. Nada é improvisado. Tudo foi feito ao longo de anos para atender bem os pescadores.

Queria fazer uma observação sobre a pescaria do Jean. Ficou focado nos exemplares maiores e nos peixes de couro que acabou não tendo tempo de pescar no lago das Carpas. O Jean tem belos vídeos do Aquarium com a pesca de muitas Carpas em seu canal no You Tube. “Jean Amental”. Lá no início de sua carreira de Youtuber da pesca. O ultralight mortal para as Carpas, Patingas, Matrinchãs e Piaçús.

Chegando ao final do dia, comprovadamente um belo dia de pesca, num excelente pesqueiro. Agradeço a nossa equipe de pesca nota 10 que nunca falhou numa matéria. Como quase todos conheciam o pesqueiro, ficaram bem à vontade nesse dia de pesca. Ainda mais com a cordialidade do Roberto e do Júlio.

Aos donos do Aquarium e equipe que nos atenderam, o nosso grande agradecimento. Ficamos muito honrados com tamanha consideração. Por isso podemos recomendar os nossos leitores e pescadores que nos acompanham a conhecerem e frequentarem o pesqueiro Aquarium. Um pesqueiro familiar nota 10, mas que também tem muitos Tambas para grandes emoções e muita adrenalina.

Para quem quiser conhecer, o endereço é: Rua YoshioMatsumura, 300 -Colônia - Santo Amaro. Telefone para informações: 11 5920-8011 ou no Face: PesqueiroAquarium e site: www.pesqueiroaquarium.com.br

Amigos, pescar em família é algo muito especial. Pois ultimamente tenho mudado meu conceito de pesca: Pescar não é só pegar peixes. Pescar é ser feliz.

Um grande abraço a todos e que sejam muito felizes na pesca.

Nelson Chiba
Pro Staff da Fishing News e pescador de pesqueiros.
nelsonchibapesca@gmail.com
YouTube: Nelson Chiba

Voltar


Fotos


Topo