logo
TOPO


PESQUEIRO LG: Lugar de família feliz.

PESQUEIRO LG: Lugar de família feliz.

PESQUEIRO LG
Lugar de família feliz.
                          
O que é mais importante em nossa vida? É ter a família feliz e unida. A família é o primeiro elo da sociedade. Quem tem uma boa família, tem melhores chances de todos unidos, progredir na vida, ser um indivíduo melhor, contribuir para uma sociedade mais equilibrada e justa.
Por isso, quando vejo uma família feliz, é tudo de bom. E num pesqueiro é quase que comum ver uma cena dessas. Pais, mães e filhos livres de todos os problemas, seja de saúde, de relacionamento, de compatibilidade, ... juntos num dia de pesca. Isso é parte do meu trabalho de monitor de pesca nos pesqueiros quando procuro proporcionar às famílias, momentos de alegria e felicidade com muitas capturas de peixes. Nem sempre consigo porque não domino a natureza, mas a tentativa é contínua.
O pesqueiro LG é o lugar concebido para os pescadores e suas famílias passarem momentos felizes, oferecendo muitos peixes para serem pescados, além de ter um restaurante agradável com boa comida, gostosa e bem temperada. O endereço é Rodovia Bunjiro Nakao, km 60 – Ibiúna – SP.
É um pesqueiro médio, adequado para a família, não exigindo que se faça grandes arremessos para se pegar peixes. E geralmente quem pesca em família não está interessado em pescar o maior peixe do pesqueiro. As pessoas querem se divertir com comodidade tendo um dia diferente da rotina, em meio à natureza. E assim o pesqueiro LG proporciona tudo isso com um ótimo custo benefício, permitindo que muito possam frequentar sem comprometer o seu orçamento.
Bem montado, limpo, com grandes quiosques para fazer churrasco, banquinhos em todo o entorno dos lagos, adequado para receber confortavelmente os pescadores e suas famílias.
É assim que as pessoas vão guardar as lembranças de um dia feliz de pesca.
Para mostrar um pouco do pesqueiro LG, fizemos uma pescaria levando entre equipe e convidados, pescadores especializados em diversas técnicas de pesca para mostrar a piscosidade do pesqueiro. Além disso contamos com a colaboração de vários frequentadores que gentilmente participaram no dia.
Estavam presentes o Jean Coqui, especializado na técnica do ultralight, o Ricardo Yamada, o Mancha e o Claudio Pellegrino, especializados nas pesca dos peixes redondos. Também participou o Junior JM das massas JM, especialmente para a captura das Carpas Cabeçudas. Pela equipe Fishing News, o Fabio Nomura na pesca de fly tradicional, o Sr. Washington que ficou na supervisão e eu Nelson Chiba em técnicas mistas de fly caipira, torpedinho e cevadeiras.
Amigos, os exemplares não são monstros, mas considerando que o pesqueiro tem foco na pesca em família, o LG oferece muitos peixes que garantem a alegria de muita gente.
A equipe Tambaman, composta pelo Ricardo, o Mancha e Claudio, desde cedo, pegaram direto. Muitas Patingas. Vários dubles, comprovando a enorme quantidade de peixes que tem no lago. A técnica usada foi cevadeira de 60 gramas, chicote longo de 2 m e as iscas alternando miçangas (Sorocaba) e ração furadinha. Na maioria das vezes, no “palminho” com a boia sinalizadora. Não dá pra comentar porque foi o dia todo assim. No final parece que todos os peixes são iguais.
O Junior da JM começou a pesca um pouco tarde, mas focou na pesca das Carpas Cabeçudas. Usando sua massa especial para Carpas Cabeçudas, se deu o privilégio de pescar umas duas horinhas e pescou um monte de Carpas. Depois ficou só conversando. O sol estava de rachar. E por final ficou procurando quem quisesse fisgar e puxar uma Carpa. Eita Junior bom de conversa. Mas a massa JM comprovadamente é eficiente. Nessa historia, o Sr. Edson, frequentador do pesqueiro tirou uma e depois até eu tirei uma foto com uma Cabeçuda. Muito briguentas e pesadonas. É uma das atrações do pesqueiro LG. Tem muitas Carpas Cabeçudas. Para os pescadores de Carpas é um bom lugar para se pescar.
O Jean da Amental Fishing, começou sua pesca procurando uma área do aterro no lago principal para fazer suas tentativas, mas logo de manhã houve a soltura de mais peixes que chegou de caminhão. Foi uma carga de mais Carpas Cabeçudas e outra de Carpas Húngaras. Isso mexeu com o equilíbrio do lago pois os peixes foram soltos bem de frente onde estava pescando. Então decidiu mudar, indo pescar na cabeceira do lago. Ai sim, foi muita captura. Com 4 varas armadas, não dava tempo de fisgar uma ou outra. Às vezes fisgando duas ao mesmo tempo. Como sempre digo, o ultralight é imbatível nessa condição de pesca. Não importa se está nublado ou com sol forte. Como é uma pesca de fundo com material leve e discreto é certeza de sucesso. Com tanta facilidade, o Jean com muita humildade se dispôs a ajudar os pescadores que estavam ao seu lado. Por ser muito conhecido, também atendeu vários pescadores que tinham dúvidas sobre a técnica do ultralight. As pessoas não se conformam que um equipamento tão leve é capaz de fazer capturas de grandes peixes. Mas essa é a tendência da pesca em pesqueiros, demonstrando mais talento e habilidade do pescador, do que força bruta. Em tempo, as iscas usadas pelo Jean foram as suas massas Amendoloco e Ratazana Maturada. As duas muito eficientes.
Graças a ajuda do Jean, alguns pescadores conseguiram o seu grande troféu do dia pescando muitas Carpas Húngaras.
O Fabio e o Sr. Washington ficaram no aterro, mesmo com a soltura dos novos peixes serem feita bem próximos deles, continuaram no mesmo local. O Fabio pescando de fly capturou algumas Tilápias, uma Carpa Capim e também uma bela Carpa Koi, quase vermelha. Muito bonita. Todos com iscas de EVA na superfície. De fundo com Tilapinha, capturou um enorme Clarias (Bagre Africano). Novamente o Fabio foi o pescador que pescou a maior diversidade de peixes.
Uma curiosidade interessante é que no fundo do pesqueiro passa um riacho com uns 15 metros de largura. Repleto de lambaris. E sabem no que se transforma esse rio? No rio Sorocaba. É a cabeceira do rio e tem o nome de Rio Pirajibú-Mirim. Conversando com o funcionário do pesqueiro fiquei sabendo que nessa região, o rio além de muitos Lambaris, Bagres e Traíras, também já pescaram pequenos Corimbas e Piaus. Mas não é adequado pescar nele, pois não se sabe a qualidade de água nessa região. A natureza é impressionante.
Na minha pesca, comecei com cevadeira mas como o sol estava muito forte, os peixes não estava subindo. O local que fiquei foi encostado ao muro do restaurante. Então, sem peixe na superfície não pude pescar com o fly caipira. Mesmo assim fiz algumas tentativas e tive ataques das Patingas em minha ração flutuante. Conclusão, perdi dois anzóis com a linha cortada pelos dentes afiados do peixe. A opção foi pescar com torpedinho e chicote de um metro. Como o sol ficou insuportável, dei a volta no lago e pesquei do outro lado, de frente para o restaurante, onde tinha uma sombra agradável de árvores do entorno. Ai sim, fiz algumas capturas de Patingas muito briguentas. Usei chicote de 70 cm, anzol chinu níquel nº 3 e isca de bolinha de massa.
Após o almoço, continuei no mesmo lugar com mais capturas. Mas no final do dia, quando o sol deu uma trégua, os peixes começaram a subir para comer e ficou aquela batedeira na água. Então ficou fácil. Era só jogar e fisgar as Patingas e alguns grandes Pacus. Foi a oportunidade que tive de convidar a Elenice, filha adolescente do Sr. Mauro para pescar com minha técnica, fisgando vários peixes e aprendendo toda a conduta para recolher os peixes fisgados. Obrigado Elenice pela ajuda. Espero que a emoção da pesca tenha deixado você muito feliz e que no futuro possa torna-la numa grande pescadora.  
Amigos, o tema dessa matéria fiz em homenagem à família do Sr. Mauro e os amigos que estavam pescando com eles no dia e que participaram do evento. Fica aqui os meus agradecimentos e os parabéns por levar a família para um lazer muito saudável e que promove a união da família proporcionando boas lembranças. Muito obrigado Sr. Mauro e muito obrigado a todos que estavam juntos como a Tailsa que também participou. Espero que continuem frequentando o pesqueiro LG, sempre.
Antes de encerrar, gostaria de fazer uma observação. Pelo fato do pesqueiro ter nascentes próprias e água de ótima qualidade, é muito conhecido na região para a pesca da Tilápia para consumo.
Aos meus colegas de pesca, como sempre, agradeço pela ajuda na realização dessa matéria, pescando muitos peixes e demonstrando o potencial do pesqueiro, enriquecendo com muitas fotos.
Ao Sr. Edson, proprietário do pesqueiro LG, os meus agradecimentos pela oportunidade de mostrar um lugar muito bom para receber os pescadores e suas famílias. Desejo muito sucesso e que muitos possam ir no pesqueiro, usufruir de toda a boa estrutura disponível.
A todos os pescadores e leitores um grande abraço e até uma próxima oportunidade.

Nelson Chiba
Pro Staff da Fishing News e pescador de pesqueiros
nelsonchibapesca@gmail.com
YouTube: Nelson Chiba 

 

Voltar


Fotos


Topo