logo
TOPO


Tucunarés Paulistas podem entrar em lei que protege a espécie da pesca predatória

Tucunarés Paulistas podem entrar em lei que protege a espécie da pesca predatória

Está tramitando na Assembleia do Estado de São Paulo o projeto de lei 614/2018 de autoria do deputado Carlão Pignatari (PSDB) que prevê regras para a pesca do tucunaré nos rios do estado.

O projeto que requer Cota Zero para o transporte da espécie, a captura e abate terão regras claras e seu consumo está previsto somente em acampamentos a beira rio ou pousadas que oferecem infraestrutura para pescadores oriundos das mais diversas regiões, tudo isso também respeitando a cota de 2 kg por pescador e que os peixes se encontrem dentro de medidas mínima e máxima que são entre 30 e 40 centímetros.

Caso aprovado e sancionado, os pescadores pegos desrespeitando a lei estará sujeito à multa que varia de R$ 400,00 a até 5.306,00 reais além de punir estabelecimentos comerciais que vendam ou estimulem a pesca predatória de tucunarés.
 

Peixe extremamente esportivo que tem pescadores apaixonados em todo o mundo, o tucunaré hoje é uma realidade no estado, principalmente nas represas onde os cursos dos rios foram interrompidos por barragens e as espécies nativas não conseguem se reproduzir.
 
A pesca do tucunaré movimenta um grande número de pessoas que adquirem barcos, iscas e os mais variados equipamentos, gera renda e empregos variados como guia de pesca, funções em marinas, pousadas, restaurantes, postos de gasolina, fomentando assim o turismo e fazendo a economia das regiões crescer com a chegada de pescadores turistas em busca do esportivo peixe que as vezes são provenientes de centenas de quilômetros de distância.

Voltar


Fotos


Topo